Campanha arrecada lenços para mulheres em tratamento de câncer

Iniciativa do Comper segue até o dia 31 de outubro na unidade de Águas Claras



Foto: Pedro Guimarães.

O câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), esse tipo de câncer é o mais comum no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. Para 2022, o Inca estima a ocorrência de 66 mil novos casos. A doença também pode atingir homens, o que representa 1% dos casos. Durante a campanha do Outubro Rosa, empresas e entidades reforçam iniciativas para alertar a conscientização do diagnóstico precoce.

Como parte das ações realizadas no Outubro Rosa, a Rede de Supermercados Comper está promovendo a campanha Lenço Solidário em todos os estados onde está presente. Os clientes podem fazer doações de lenços, chapéus, bonés e toucas que são destinadas às pessoas em tratamento do câncer de entidades de assistência a homens e mulheres. No Distrito Federal, a ação acontece na unidade do Comper de Águas Claras.

Até o dia 31/10, os clientes podem fazer as doações que serão entregues à Rede Feminina de Combate ao Câncer. A campanha Lenço Solidário foi abraçada pelo Comper há oito anos, em Campo Grande (MS) e há sete anos foi implementada nos outros estados. "O objetivo é levar amor, conforto e acolhimento, abrindo espaço para que as pessoas se sensibilizem e façam suas doações", explica a gerente de relacionamento Fernanda Bardauil.

O projeto Lenço Solidário foi idealizado por Rosa Mavignier, quando descobriu um câncer no útero e teve que se submeter à quimioterapia. "Minha mãe estava sendo forte durante o tratamento, mas ao perder os cabelos ficou muito mal. Uma amiga, a Marluci, fez um gesto de colocar um lenço na cabeça e toda minha família seguiu, postando nas redes sociais. O resultado é que começaram a chegar doações de todo o Brasil e assim minha mãe iniciou as doações, conta a filha Ana Paula Mavignier. Rosa faleceu em 2016, aos 66 anos, depois de lutar por três anos contra a doença. "Agradeço ao Comper por continuar o legado da minha mãe, ajudando tantas pessoas", diz Ana Paula.

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas

5/recent/post-list