Dona Iris, ex-deputada federal, morre aos 79 anos

Em novembro de 2022, a ex-primeira dama esteve internada em um hospital da capital por causa de uma infecção nos rins. Esposa de Iris Rezende, que morreu em 2021, ela deixa três filhos

Foto: Renato Santos.

A ex-deputada federal Iris de Araújo morreu nesta terça-feira (21), em Goiânia. Ela estava internada no Hospital Albert Einstein. Esposa do ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende, que morreu em 2021, "Dona Iris", como era chamada, deixa três filhos.

Ela morreu após ter complicações no pulmão após uma cirurgia, segundo informou uma das filhas dela. Em novembro de 2022, a ex-primeira dama esteve internada em um hospital da capital por causa de uma infecção nos rins, tendo sido levada a uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Iris de Araújo Rezende Machado nasceu em 7 de maio de 1943, em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. Formou-se em artes plásticas pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Esposa do político Iris Rezende, com quem se casou em 1964, Dona Iris é mãe de três filhos: Cristiano (1966), Ana Paula (1968) e Adriana (1972). Apesar de não ter nascido em Goiás, ela recebeu o título honorífico de cidadã goiana em 14 de julho de 1989.

Designada como suplente do senador Maguito Vilela em 1999, Iris de Araújo iniciou sua vida pública ao exercer o cargo de senadora em 2003. Sua primeira candidatura, no entanto, foi em 1994, quando concorreu ao cargo de vice-presidente da República na chapa do PMDB, sigla a qual ainda era filiada. Ela também assumiu o mandato de senadora entre os anos de 2005 e 2006.

Iris de Araújo chegou a presidir o diretório nacional do PMDB entre 1995 e 1998, cargo que voltou a ocupar de forma interina entre os meses de março de 2009 e janeiro de 2010. Ainda em 2006, ela foi eleita para seu primeiro mandato como deputada federal, cargo que exerceu de 2007 até o início de 2011, quando se encerrou o mandato. Reeleita, ela também exerceu o cargo de 2011 até o começo de 2015.

De acordo com a Secretaria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás, Dona Iris foi a fundadora do então reconstruído Hospital e Maternidade Dona Iris. Por ter liderado manifestações para que a instituição, que passou por dificuldades, fosse municipalizada, ela foi homenageada em 2012, a partir da reconstrução do hospital que passou a contar com o nome dela.

Dona Iris ainda foi primeira-dama de Goiânia e de Goiás dos cargos eletivos do marido, que foi prefeito da capital goiana e governador do estado - veja abaixo os mandatos de Iris Rezende, em que Dona Iris foi primeira-dama:

Primeira-dama de Goiânia: de 31 de janeiro de 1966 até 20 de outubro de 1969;
Primeira-dama de Goiás: de 15 de março de 1983 até 13 de fevereiro de 1986;
Primeira-dama de Goiás: de 15 de março de 1991 até 2 de abril de 1994;
Primeira-dama de Goiânia: de 1 de janeiro de 2005 até 1 de abril de 2010.
Primeira-dama de Goiânia: de 1 de janeiro de 2017 até 31 de dezembro de 2020

Veja outras atuações de Iris de Araújo:

1966-1969: fundadora e 1ª Presidente da Fundação Legionárias do Bem Estar Social, na Prefeitura de Goiânia
1983-1986 e 1991 a 1994: Presidente da Organização dos Voluntários de Goiás.

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas

5/recent/post-list