Sistema digital do DODF gera economia de R$ 2 milhões por ano ao governo

Desde abril de 2020, o GDF é responsável pela produção do Diário Oficial. Medida reduziu custos e deu mais segurança e celeridade à divulgação dos atos administrativos



O Governo do Distrito Federal (GDF) economiza, por ano, R$ 2 milhões desde a implantação do DODF-e, sistema digital de produção e publicação do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) estabelecido em abril de 2020. Antes da criação, o governo mantinha um convênio com a Imprensa Nacional da União para a editoração.

"A importância do sistema é a autonomia que foi dada ao GDF. Hoje temos condições de fazer um jornal e ter autonomia para edições extras a qualquer tempo e qualquer hora. Isso trouxe uma economia gigante aos cofres, porque antes estávamos dependendo de outras empresas e convênios", destaca a subsecretária de Atos Oficiais da Casa Civil, Raiana do Egito.


Subsecretaria de Atos Oficiais da Casa Civil, Raiana do Egito: "A importância do sistema é a autonomia que foi dada ao GDF… Isso trouxe uma economia gigante aos cofres, porque antes estávamos dependendo de outras empresas e convênios" | Foto: Geovana Albuquerque.

O projeto foi iniciado em 2019 na Casa Civil com o desenvolvimento de um software construído por servidores do GDF, sem custos. Por ser completamente próprio, o novo formato reduz custos, garante mais agilidade e segurança à divulgação dos atos administrativos do governo e permite a geração de renda com as publicações pagas.

"Nós desenvolvemos todas as soluções que a Imprensa Nacional desenvolvia, mas sem custos", revela o secretário de Tecnologia da Informação da Casa Civil, Antônio de Pádua Canavieira. "Hoje somos um projeto sustentável, com segurança e economicidade, além de trazer receita para investimentos internos", completa.

A ideia do DODF-e veio do procurador do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Valdetário Monteiro, que, à época, era secretário da Casa Civil. Ele havia feito algo semelhante na OAB. "Nós implantamos um projeto com muito êxito. Nós nem imaginávamos que iríamos usar tanto o Diário Oficial num período tão difícil como foi a pandemia. Se mostrou muito eficaz e importante", afirma.


Foto: Geovana Albuquerque.

História do Diário Oficial
Em celebração ao projeto, o DODF-e ganhou uma placa no térreo do Palácio do Buriti. O item foi inaugurado em solenidade na manhã desta quarta-feira (5) pelo governador Ibaneis Rocha com a presença de autoridades.

O governador Ibaneis Rocha e o procurador do Conselho Federal da OAB e ex-secretário da Casa Civil, Valdetário Monteiro, inauguraram a placa em homenagem ao DODF-e no Palácio do Buriti, nesta quarta (5) | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

O Diário Oficial do Distrito Federal nasceu em 13 de setembro de 1967 com a publicação do Decreto nº 655. A primeira edição, inclusive, está disponível no acervo digital do DODF-e. Atualmente, a equipe da Casa Civil trabalha para a modernização do sistema, com um motor de busca mais eficiente, uma nova interface do portal e um novo layout do jornal com QR Code.

Foto: Geovana Albuquerque.

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas

5/recent/post-list